domingo, 31 de maio de 2009

Nem tudo são flores

Um dos gatos capturados na semana passada precisou voltar ao cemitério mais cedo. Ele não comia nem bebia nada na clínica e ficamos com medo que entrasse em lipidose. Então, poucos dias depois de castrado, já foi devolvido por duas voluntárias ao local a que está acostumado


Na semana passada, comemoramos a adoção de alguns gatinhos do cemitério

Mas, infelizmente, nem todas foram bem sucedidas :(

O gatão, tão dócil e carinhoso, tem se mostrado muito ciumento!
Persegue o outro gato da família e tiveram um acidente feio essa semana. Além disso, ele avança numa das crianças da casa quando ela está no colo da mãe. Por isso, ele está procurando um lar novamente


É um gato bem grande, dócil com adultos, não estranha ninguém nem mesmo no primeiro contato. Gosta de colo, é muito ronronento. Mas precisa ser gato único ou de alguém com espaço e paciência para adaptá-lo com outros gatos.

Lembrando que a castração dele é bem recente, ele ainda tem hormônios circulando no organismo e isso pode explicar o comportamento dominante.

Duas das Marias, as branquinhas, também serão devolvidas :(
ADOTADAS!


São gatinhas assustadas, que se escondem das pessoas no início. A família que adotou sabia disso, disseram que teriam paciência para conquistá-las mas não foi isso que aconteceu.

Essa semana me escreveram pedindo que fosse buscá-las. Então elas também procuram um novo lar.

São gatas dóceis mas assustadas, demoram pra ganhar confiança nas pessoas. Precisam de um lar com muito amor!

Quer adotar um dos nossos gatinhos? Escreva para cinzaeamarelo@gmail.com

3 comentários:

Ana Flávia disse...

As pessoas não hesitam em brincar com os sentimentos dos gatos, né?

Claudia Goulart disse...

Depois da perda de dois gatos em cinco meses, tenho dúvidas se ainda adotarei outro gatinho...
Talvez deva esperar um pouco, me recuperar das muitas emoções que foi ter que me despedir de dois grandes amigos.
Espero que esse receio passe logo!

Espero que nosso amiguinho consiga novo lar!
bj

Ísis disse...

o gatão é muito fofo
não sobe nos móveis, usa a areia, adora um carinho (desde que não seja na barriga)é brincalhão...
è um fofo mesmo
Como filho único ele seria o gato ideal pra qualquer casa.