quinta-feira, 18 de junho de 2009

Tem dias que não chegamos a tempo

Aquele gato que ainda não havia sido liberado, voltou ao cemitério ontem


Ao chegarem lá, as duas voluntárias foram avisadas que tinha um gatinho gemendo ali perto

Depois de soltar o gato castrado, foram ver o gatinho

Ele estava com muita dificuldade pra respirar

Levaram para a clínica onde a veterinária fez o que pôde mas, poucos minutos depois, ele partiu :(


Passei a noite com a cabeça cheia de SEs e PORQUEs

Se ele tivesse sido socorrido antes...

Se ele não tivesse sido abandonado ali...

Se a mãe dele fosse castrada...

Se...


Esse gatinho não ficou naquele estado de um dia para o outro.

Porque ninguém socorreu?

Tantas pessoas passam por ali diariamente, porque ninguém fez nada???


Era um frajolinha

Um filhote com menos de 3 meses

Era apenas um bebê

Descanse em paz, anjinho, e nos perdoe por não termos chegado a tempo :'(

2 comentários:

carol disse...

Que triste!!!
Fiqco triste de saber que existem muitas pessoas que não se comovem com esses gatinhos...mas que bom que temos vcs que fazem um trabalho maravilhoso e consequentemente levam a alegria de adotar um filhotinho para os nossos lares.
Parabéns.

Anônimo disse...

Minha gentel, eu não entro mais no ceminterio... muito dificil mesmo. pois não tenho preparo e nem dinheiro para ajudar os que ainda não conheço, que ficam no meio do cemiterio. Eu conto todos os dias os que eu dou comida e remedio quando ficam meio doentes a noite, do lado de fora do ceminterio. São 46 e quando somem entro aqui no blog de vcs, para ver se pegaram algum. Pois fico pensando e perguntando para os vigias a noite. Agradeço p ajuda de vcs para sempre.